Impala

Luís Figo feliz por FIFA aprovar proposta sua de alargar Mundial para 48 seleções

O ex-futebolista português Luís Figo, Bola de Ouro em 2000, congratulou-se com a decisão da FIFA de aumentar o número de seleções participantes no Mundial de 32 para 48, a partir da edição 2026.

Lisboa, 10 jan (Lusa) — O ex-futebolista português Luís Figo, Bola de Ouro em 2000, congratulou-se hoje com a decisão da FIFA de aumentar o número de seleções participantes no Mundial de 32 para 48, a partir da edição 2026.


“A FIFA aprovou hoje a expansão do Mundial para 48 equipas. Feliz por ver uma das minhas propostas para a mudança do futebol alcançada”, escreveu Figo na sua conta do ‘Facebook’, ele que assumiu a candidatura à presidência daquele organismo nas eleições realizadas a 29 de maio de 2015.


No entanto, Figo acabaria por desistir da corrida às eleições, cujo resultado preservaria Joseph Blatter no cargo, ao bater o príncipe jordano Alin bin Al Hussein, o único candidato que foi até às urnas contra o ex-presidente da FIFA.


O conselho de FIFA aprovou hoje por unanimidade o alargamento da fase final Mundial de futebol, a partir de 2026, de 32 para 48 seleções, competição cuja primeira edição decorreu em 1930, com 13 equipas.


A prova, que até agora teve 20 edições, não se realizou em 1942 e 1946 devido à II Guerra Mundial, tendo decorrido em 2010 a sua primeira edição no continente africano, na África do Sul.


As duas próximas edições, ainda com 32 equipas, vão decorrer na Rússia e no Qatar, em 2018 e 2022, respetivamente.



JEC/AO // VR


Lusa/fim


RELACIONADOS

Luís Figo feliz por FIFA aprovar proposta sua de alargar Mundial para 48 seleções

O ex-futebolista português Luís Figo, Bola de Ouro em 2000, congratulou-se com a decisão da FIFA de aumentar o número de seleções participantes no Mundial de 32 para 48, a partir da edição 2026.