Futebol | Oficial: Mais uma chicotada na Primeira Liga

Futebol | Oficial: Mais uma chicotada na Primeira Liga

A imprensa desportiva já tinha adiantado a saída deste treinador esta segunda-feira.

José Peseiro vai abandonar o comando técnico do Vitória de Guimarães, anunciou o clube em nota no site oficial.

«A Administração da Vitória Sport Clube, Futebol SAD e a equipa técnica liderada por José Peseiro, entenderam, por mútuo acordo, terminar a ligação iniciada em Fevereiro de 2018», pode ler-se na referida nota, em que o Vitória acaba desejando «os maiores sucessos, tanto profissionais como pessoais» a José Peseiro e à sua equipa técnica.

O treinador tinha contrato com o V. Guimarães até ao final da próxima temporada. Peseiro sucedeu Pedro Martins no banco do Estádio D. Afonso Henriques no passado mês de janeiro.

“A administração da Vitória Sport Clube, Futebol SAD, e a equipa técnica liderada por José Peseiro entenderam, por mútuo acordo, terminar a ligação iniciada em fevereiro de 2018”, lê-se na nota do emblema vimaranense.

Com contrato válido até 2019/20, o técnico ribatejano terminou o percurso em Guimarães, depois de ter substituído Pedro Martins há dois meses e meio, numa fase em que, decorridas 24 jornadas, o clube vitoriano já era nono, com 29 pontos, a oito do Rio Ave, no quinto lugar – objetivo mínimo traçado pelos minhotos.

Em dez jogos com Peseiro no comando, o Vitória de Guimarães somou 14 pontos, com quatro triunfos, dois empates e quatro derrotas, e foi incapaz de subir na tabela e aproximar-se do Rio Ave, que terminou o campeonato em quinto.

Os vila-condenses podem apurar-se para a Liga Europa, caso o Sporting vença a final da Taça de Portugal, com o Desportivo das Aves, em jogo a disputar no domingo (17:15), no estádio do Jamor.

José Peseeiro, de 58 anos, teve no Vitória de Guimarães a quinta passagem por um clube da I Liga, depois de ter orientado o Nacional (2002/03), Sporting (2004/05 e 2005/06), clube em que foi finalista vencido na Taça UEFA, Sporting de Braga (2012/13 e 2016/17), com o qual chegou à ‘Champions’ e venceu uma Taça da Liga, e FC Porto (2015/16).

Numa mensagem publicada na sua página oficial na rede social Facebook, o técnico agradeceu o “apreço, a dedicação, a simpatia e o carinho” da estrutura, da administração, dos jogadores e dos adeptos vitorianos, e desejou que, no futuro, o clube atinja o “sucesso pretendido”.

LEIA MAIS: Sporting: Conheça os três treinadores que poderão substituir Jorge Jesus


RELACIONADOS