Casillas declara-se «solidário com todos os companheiros do Sporting»

Casillas declara-se «solidário com todos os companheiros do Sporting»

O guarda-redes do FC Porto, Iker Casillas foi o primeiro futebolista dos clubes rivais a reagir ao caso de violência, que ocorreu ontem na Academia do Sporting, em Alcochete

Iker Casillas, guarda-redes do FC Porto, condenou as agressões e os atos de vandalismo de cerca de 50 «adeptos» que entraram ontem na Academia do Sporting, em Alcochete. 

«A rivalidade desportiva deve existir no terreno de jogo, mas a violência desportiva não pode existir nem dentro nem fora do campo», começou por afirmar o jogador espanhol, nas redes sociais.

O antigo guarda-redes do Real Madrid ainda repudiou a violência no futebol de uma forma mais generalizada e declarou-se solidário com os futebolistas do Sporting agredidos. «Estou solidário com todos os companheiros do Sporting e repudio com maiúsculas o sucedido no dia de ontem. Fora com os violentos deste desporto».

LEIA MAIS: Sporting: Doumbia ficou assim após as agressões na Academia

A Associação de Futebolistas Espanhóis (AFE) também se manifestou contra o episódio de violência em Alcochete e apoiou as declarações da instituição portuguesa do Sindicato de Jogadores.

VEJA AINDA: Sporting: escutas podem ser prova de corrupção em jogos de futebol [vídeo]

 


RELACIONADOS

Casillas declara-se «solidário com todos os companheiros do Sporting»

O guarda-redes do FC Porto, Iker Casillas foi o primeiro futebolista dos clubes rivais a reagir ao caso de violência, que ocorreu ontem na Academia do Sporting, em Alcochete